O DEBATE TRANSNACIONAL SOBRE EMPRESAS E DIREITOS HUMANOS E A ATUAÇÃO DE UMA EMPRESA DE MINERAÇÃO DO BRASIL.

Autor(es): 

Victor Costa Moreira - Orientador: Prof. Amon Narciso de Barros

Ano: 

2017

Instituição: 

FGV-EAESP

[INTRODUÇÃO] O objetivo da pesquisa aqui proposta foi estudar como as mineradoras se planejam e estruturam–se para conviver com, principalmente, as comunidades locais e também com seus outros stakeholders. Dado o objetivo principal, o secundário foi ver como as comunidades se tornaram um fator decisivo no êxito ou não da atuação das mineradoras e como leis e pré requisitos como Licença Social para Operar (LSO), Estudo de Impacto Ambiental (EIA), Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), Responsabilidade Social Corporativa (RSC) dentre outros códigos. [METODOLOGIA] O estudo foi separado em duas partes, a primeira foi a leitura de conceitos e publicações que fazem presença na referência. Além da leitura de publicações foram feitas entrevistas com pessoas familiarizadas com o tema. As entrevistas foram manejadas de forma individual seguindo um formulário pré estruturado. O referencial teórico e os resultados das entrevistas em profundidade, foram usados para dar-nos uma interpretação de como a mineração foi estruturada ao longo dos anos e o porque hoje atua de tal maneira. [RESULTADOS] As entrevistas efetivadas na segunda fase do estudo mostraram alta relação entre a teoria estudada e o depoimento dos respondentes. Além disso os estudos feitos mostraram que devido a uma grande expansão, tanto das mineradoras como da população, crescimento muitas vezes de forma irregular, resultou em embates que trouxeram a tona a discussão do estudo. [CONCLUSÃO] Esse estudo mostrou que o embate entre as mineradoras e a população não possui uma única causa, mas diversas. Porém a que mais pesa é o planejamento dos envolvidos em sua atuação. O falho planejamento das mineradoras, do governos, da prefeitura entre os outros, mostrou que os impactos negativos são potencializados e os que mais sofrem nessa relação tendem a ser as comunidades locais. O estudo mostra que não há um caminho certo para a solução do problema. Além de mostrar a grande importância de um planejamento bem feito e da grande importância da adoção dos códigos como LSO, EIA, RSC entre outros e como ambos tem grande poder na diminuição dos resultados negativos.

Departamento: 

ADM

Anexos: